“Meus Sapatos”

 

E por quantas vezes nós definimos a nossa felicidade por meio de exemplos externos, de forma ignorante tentamos medir a qualidade da nossa vida através de comparações supérfluas com a vida dos outros…

A questão muitas vezes nem é se eu tenho o suficiente para mim, mas sim o porque eu não

tenho tanto quanto ele?

Já percebeu que é só passarmos por uma fase difícil, e a vida do outro se torna bem mais legal, a grama do vizinho fica bem mais verde que a sua, o seu relacionamento não é tão perfeito quanto o daquele casal trocando carícias no banco da praça e sempre tem alguém bem mais realizado que você…

E de repente passamos a nos julgar como injustiçados pela vida, tudo isso só porque tivemos uma visão superficial e muitas vezes fantasiosa da vida alheia.

E talvez isso aconteça porque você esteja mais preocupado em ser perfeito do que ser feliz!

Todos nós temos problemas, dificuldades, obstáculos e fugir disso para viver uma vida que não é sua mergulhando em outros sonhos e planos, é covardia pura!

Deveríamos ser mais gratos e menos gananciosos, egoístas…

“Por vezes queremos tanto algo novo, que nos esquecemos de agradecer pelo que temos.”

Será que em algumas situações, já não temos o suficiente?

Este vídeo convida a uma excelente reflexão sobre essa pergunta:

 

 

Deixe uma resposta